Lamento.

  • quarta-feira, 31 de março de 2010
  • Posted by Herminio Neves de Jesus

Ouviram pela noite o lamento de um menino.

Não queria ficar só,

mas ninguém tinha dó, queria encontrar a tal felicidade,

sair da escuridão fugir da maldade. Deitado em terra fria,

desconhece seu destino, não sabe se existe um amanhã,

vive como peregrino, de sinal em sinal pede a todos um trocado

tem fome... mas pede, já é um viciado... logo alguém o para

e lhe toma o que ganhou, em troca entrega um pouco de pó,

não dá pra comer, só pra cheirar...

faz da fone esquecer, do sono esquecer, da vida esquecer.

não tem forças pra reagir, pra fugir, alguém pra dar uma mão.

Não sabe outra vida viver, não tem outra vida pra viver.

não sonha, não sorri, não olha, não vive,

nada sente,

MORRE COMO INDIGENTE.



Herminio Neves de Jesus.

0 comentários: