Ao Acaso.

  • quarta-feira, 13 de janeiro de 2010
  • Posted by Herminio Neves de Jesus

Ao acaso, me vi sonhando com um mundo melhor, me vi sorrindo diante da manhã se levantando no horizonte. Senti na pele gotas de orvalho me banhando, senti meu corpo pedindo pra caminhar. Ao acaso me peguei correndo ao invés de andar simplesmente, senti pequenas asas em meus pés, ao acaso, me vi sorrindo ao cair a noite sobre mim. Um simples movimento de olhares, despertou me pra simplicidade da vida, ao acaso olhei em volta e todos sorriam cantavam em um encontro de muitos amigos. Me perguntei porque não estava la junto deles? eu queria estar, mas diante de mim mesmo, não consegui me encontrar, dentro de mim estava vazio, estava oco. Eu precisava me encontrar, descobrir o meu eu simples, sorridente o eu observador da natureza, aquele que percebia a chegada de um novo dia, que despertava diante da simplicidade mas, meu coração estava fechado, não queria se abrir. Ao acaso meu mundo é diferente? meu corpo sente as vibrações do vento, sente o calor humano das pessoas, meus desejos são sempre tão grandiosos, que não couberam meus amigos, meus sonhos, eram tão grandes que não cabiam mais ninguém. Juntei tantas pequenas vitórias, que não posso mais sair. Estou preso dentro do eu que criei.
Ao acaso tropecei em algo, e por um instante, um segundo, o reflexo do meu espelho estava triste, envelhecido. Então me vi chorando lágrimas quentes, comecei a me perguntar onde eu estava, com quem eu estava, não tive resposta, não precisava eu sabia que onde não tem amigos, não tem felicidade, não tem vida.
Acordei sai correndo fui ao vento me anunciar, fui ao mundo sentir o sol em minha pele branca, pra ser renovada, energias magnetismo, fui procurar amigos, muitos amigos, desenrolar o fio da vida, o fio do meu eu espontâneo, livre. Assim o mundo pode me ver, meus amigos me sentir, comigo sorrir...
Ao acaso somos todos capazes de descobrir este mundo que é pra todos, não pra um somente. Não se esconda, não se prive de viver a vida como ela é. Ame muito, sorria muito, no final do dia descanse, e ao amanhecer, vibre, viva...




um abraço


Herminio Neves.

0 comentários: