PORTEIRA VELHA

  • sábado, 10 de dezembro de 2011
  • Posted by Herminio Neves de Jesus

Adormeço corpo cansado não sonho,
estou parado.
O corpo não é o mesmo
meu tempo está passando
nas curvas do caminho meus olhos estão fechando.
Reflexos de um sol ardente.
Canso-me cedo.
Não chego ao meu destino.
Falta-me um objetivo
procuro e não percebo.
Parece que estou dormindo
meus olhos estão abertos
meus pés já calejados, calçados não mais suporta.
Porteiras estão fechadas
não rangem quando se abrem
trocaram porteira velha
jogaram fora à fogueira
meu tempo está passando.
Minha fogueira está se apagando,
meu calor está sumindo
faz falta um alguém.
Estarei muito em breve
junto à porteira velha.

0 comentários: